Dicas para ampliar globalmente as iniciativas de transformação digital

De muitas formas, ampliar a transformação digital para mais instalações de produção industrial não é uma tarefa diferente de implementar uma iniciativa de transformação. Ainda será necessário motivar os funcionários a trabalhar de maneiras novas, atingir metas de uso ou adoção e garantir que os projetos não fracassem com desinteresse. 

Mesmo com essas semelhanças, você pode ampliar suas iniciativas de transformação digital com mais facilidade realizando algumas mudanças internas.

Estas são as cinco maneiras para facilitar e agilizar a ampliação de ferramentas, procedimentos e metodologias da Indústria 4.0 para novas fábricas.

1. Peça ajuda aos seus provedores de soluções

Colaborar abertamente com seus fornecedores facilita a implementação (e a ampliação) das ferramentas de transformação digital para todos os envolvidos. Incluir os parceiros de soluções em sua jornada coloca os fornecedores de IIoT em uma posição proativa e permite que eles guiem você na direção certa conforme você amplia sua estratégia de transformação digital ao longo do tempo.

Seus parceiros podem ajudar você a se livrar de alguns obstáculos durante o caminho. Com anos de experiência na integração de novos negócios, seus fornecedores de software provavelmente já enfrentaram alguns problemas antes. Quer você se depare com problemas técnicos enquanto faz a implementação em uma nova instalação ou precise de ajuda com o treinamento de novas equipes, os fornecedores podem oferecer ideias, processos ou modelos estruturados para garantir seu progresso.

Por exemplo, o Braincube fez uma parceria com uma grande fabricante de polpa e papel, a Sappi, para ampliar globalmente a transformação digital da empresa. Uma das principais descobertas da Sappi foi que 80% do trabalho pesado envolvia o desenvolvimento de um Gêmeo Digital preciso. Se as marcações não estiverem atualizadas, os fluxos de dados certos (e, portanto, as informações corretas) não poderão chegar às pessoas certas. Em outras palavras, os dados podem não estar realmente alinhados ao que de fato está acontecendo no chão de fábrica. 

A integridade dos dados é essencial para garantir credibilidade e impulso ao ampliar uma solução para outras linhas de produção, fábricas ou regiões geográficas”, disse Joanne Boyd, Gerente de Serviços Globais de Análise Avançada da Sappi.

Como resultado, a Sappi sabia que queria envolver as equipes internas na criação e na melhoria contínua de seus Gêmeos Digitais do Braincube. Ela sabia que ter envolvimento prático na criação de Gêmeos Digitais garantiria que tudo estivesse atualizado e funcionando corretamente. 

“Nós queríamos desenvolver recursos internos para poder sempre aprimorar os Gêmeos Digitais”, afirmou Boyd. “As coisas mudam o tempo todo. Nós queremos garantir proativamente que nossos Gêmeos Digitais e nossas soluções de análise sejam um verdadeiro reflexo das operações da fábrica”.

A consultoria prática do Braincube desempenhou um papel importante em conseguir fazer as equipes da Sappi atribuir as marcações corretas de dados e utilizar a estrutura existente de marcações. Uma estreita parceria com a equipe do Braincube durante o processo de ampliação fez uma grande diferença para ajudar a empresa a atingir sua ambiciosa meta: desenvolver cerca de 165 Gêmeos Digitais em 18 fábricas em um período de 3 anos. Esses conhecimentos internos são intensificados pela estrutura de Plataforma Inteligente de IIoT do Braincube, que permite que a Sappi tenha mais autonomia conforme a empresa cresce, muda e faz novas descobertas.

2. Compartilhe projetos entre as equipes e as regiões geográficas

A transparência interna, principalmente nas iniciativas de diferentes equipes, é outro aspecto importante da ampliação da transformação digital para mais locais. Ver no que os colegas estão trabalhando (independentemente da localização deles) é uma excelente maneira de encontrar uma base comum e gerar melhorias em sua própria instalação. Mesmo que as equipes não colaborem diretamente umas com as outras entre diferentes regiões geográficas, elas ainda podem obter informações e ideias que podem ser aplicadas em sua região ou seu departamento.

A visibilidade e a transparência são os principais acionadores de nossas iniciativas da Indústria 4.0. Elas promovem a reutilização de soluções e das lições aprendidas.

— Joanne Boyd, Gerente de Serviços Globais de Análise Avançada da Sappi

A equipe corporativa da Sappi considera a estrutura organizacional responsável pelo sucesso na ampliação de suas iniciativas de transformação digital a mais locais do mundo. Os líderes da Sappi investiram em uma solução de hub de inovações que proporciona visibilidade global sobre todas as iniciativas de Análise Avançada. Essa visibilidade promove a ampliação da solução para toda a organização.

“Todas as iniciativas individuais de ciência de dados relacionadas a nossos Gêmeos Digitais do Braincube foram capturadas no hub de inovações, o que permite que todos da organização as visualizem e contribuam com elas”, disse Boyd. “Qualquer pessoa da organização pode contribuir capturando uma “ideia” que avança por várias fases, que incluem a avaliação e a prova de conceito e, quando viável, a operacionalização”.

Para a Sappi, o principal diferencial é que qualquer pessoa da empresa, independentemente da localização, pode ver esses projetos. O acesso a essas ideias, mesmo que ainda não estejam totalmente formadas, inspira outros líderes a experimentar e tentar realizar novos projetos, o que desenvolve a área de pensamento coletivo

“A visibilidade e a transparência são os principais acionadores de nossas iniciativas da Indústria 4.0. Elas promovem a reutilização de soluções e das lições aprendidas”, afirmou Boyd.

Isso também é válido para o compartilhamento de conquistas. As equipes internas podem ser os maiores torcedores e defensores de determinado projeto, ferramenta ou metodologia. A demonstração de resultados positivos de uma instalação entre as outras instalações é uma excelente maneira de estimular conversas, mostrar o que é possível e obter adesão das equipes que podem não estar tão entusiasmadas para dar os primeiros passos.

3. Gere um senso de propriedade e responsabilidade

Um dos principais motivos para as iniciativas de transformação digital não entregarem os resultados que prometem além da fase de POC é o gerenciamento malsucedido de mudanças. O gerenciamento de mudanças é um aspecto vital da transformação digital e é ainda mais importante à medida que você amplia essas iniciativas. Enraizar uma mentalidade de propriedade em seus funcionários não é uma tarefa fácil, principalmente se você estiver tentando mudar “a forma como as coisas sempre foram feitas”. 

Uma forma de obter a adesão do chão de fábrica é oferecer mais autonomia para os funcionários em seus projetos de transformação digital. Se o projeto de transformação digital de uma fábrica for responsabilidade das equipes que trabalham na instalação, haverá uma maior probabilidade de os funcionários quererem se envolver. Os líderes podem promover e incentivar essa mentalidade de propriedade designando responsáveis pela Indústria 4.0 em cada instalação. 

Eles podem ficar encarregados de várias tarefas relacionadas a treinamento, implementação, gerenciamento ou seleção de projetos e monitoramento do sucesso. Aqui no Braincube, observamos maiores taxas de uso e adoção (e, em última análise, maiores resultados) quando uma pessoa da instalação (não um líder corporativo) é responsável por garantir o uso de uma ferramenta e recebe amplos recursos para ter sucesso. 

Estes são alguns motivos para isso. Muitas vezes, as equipes das fábricas, incluindo operadores e engenheiros, preferem trabalhar próximo a alguém da sua instalação a trocar comunicações intermitentes com alguém do escritório corporativo. Os responsáveis locais são os mais familiarizados com o funcionamento interno de determinada instalação, inclusive os maiores desafios e as nuances da produção. Essas informações são extremamente valiosas ao decidir quais projetos iniciar, se faz sentido implementar uma mudança em um processo e a capacidade da fábrica para tentar coisas novas. 

Na Sappi, os “responsáveis” pela transformação digital geralmente são gerentes técnicos ou de produção. Esses indivíduos realmente “promovem e impulsionam” as iniciativas da Indústria 4.0 em sua instalação, de acordo com Boyd. Ela também enfatiza que a designação de líderes em cada fábrica pode fazer uma grande diferença nas taxas de uso e na adoção de uma ferramenta. 

Os líderes corporativos da Sappi se reúnem regularmente com os responsáveis locais das fábricas para entender como andam os projetos de transformação digital. Nessas reuniões trimestrais, os responsáveis pelos locais e os gerentes regionais são encarregados de apresentar os projetos, as estatísticas de uso e os resultados dos projetos de suas instalações. Essa responsabilidade enfatiza a importância dos responsáveis (e a importância da equipe eles), os motiva a definir e atingir metas, gera orgulho dos projetos de sucesso e oferece a eles uma oportunidade de provar seu valor. 

Quando possível, enfatize que as instalações não estão concorrendo umas com as outras. Concentre-se na boa comunicação, no compartilhamento de conquistas entre as fábricas e no desenvolvimento de uma colaboração mais sólida entre as diferentes instalações de forma que ajude todos a crescer e chegar ao mesmo nível.

4. Desenvolva sessões de treinamento curtas, eficazes e concentradas

Assim como na maioria dos novos projetos, a falta de tempo ainda é o maior gargalo enfrentado pelas equipes operacionais encarregadas de gerar melhoria contínua. Os líderes corporativos devem encontrar uma forma de oferecer aos responsáveis pelas fábricas (e às equipes operacionais) tempo suficiente para que possam trabalhar em projetos da Indústria 4.0 — seja em preparação, treinamento técnico, aprimoramento de competências ou análise. Se as novas ferramentas ou os novos projetos forem incluídos em uma lista crescente de responsabilidades sem liberar tempo, isso resultará em funcionários esgotados e em maior resistência à transformação digital. 

“O desafio é habilitar os funcionários introduzindo novas ferramentas e modos de trabalho em uma agenda que já está muito cheia”, disse Boyd. “Os líderes corporativos e os gerentes precisam apoiar, investir em treinamento e encontrar maneiras de incorporar o uso de dados contextualizados nas operações diárias”.

Uma maneira muito fácil de dar tempo aos funcionários (para aprender novas tecnologias e para concluir as tarefas existentes) é criar um sólido programa de treinamento. Idealmente, os programas de treinamento são desenvolvidos (ou, pelo menos, coordenados) no nível corporativo e não exigem que cada instalação descubra como oferecer o próprio treinamento. 

O objetivo de seu programa de treinamento deve ser oferecer aos funcionários experiência prática em uma nova ferramenta e a oportunidade de continuar usando a ferramenta fora do treinamento estruturado. Conforme a Sappi implementou o Braincube em novas instalações, ela descobriu que sessões curtas de treinamento, com grupos menores de funcionários, são as mais eficazes para ampliar as iniciativas de transformação digital.  

“Grupos de treinamento menores e concentrados nos proporcionam ganhos mais rápidos”, afirmou Boyd. “Esses casos de sucesso desempenham um papel importante na implementação do software para o restante das pessoas de uma fábrica. Se você não conseguir concretizar ganhos logo de início e mostrar aos demais o poder de determinada ferramenta, a adoção tenderá a fracassar. O treinamento certo fez uma enorme diferença para diferenciar as fábricas de sucesso e as atrasadas”. 

Se você não conseguir concretizar ganhos logo de início e mostrar aos demais o poder de determinada ferramenta, a adoção tenderá a fracassar. O treinamento certo fez uma enorme diferença para diferenciar as fábricas de sucesso e as atrasadas.

— Joanne Boyd, Gerente de Serviços Globais de Análise Avançada da Sappi

Com sessões de treinamento práticas e mais curtas, também fica mais fácil para os engenheiros encontrarem tempo. A realização de sessões de treinamento com mais frequência oferece às equipes operacionais a oportunidade de usar o que aprenderam e de implementar suas novas habilidades imediatamente. Se as sessões de treinamento forem muito espaçadas, os funcionários poderão esquecer o que aprenderam. Essa lacuna de continuidade dificulta a seleção de novas habilidades em sessões de treinamento futuras e não reforça o uso de uma ferramenta de modo orgânico. 

Trazer suas iniciativas de treinamento mais para perto do escritório corporativo também capacita as equipes com um plano de jogo estratégico para futuras implementações. Conforme as iniciativas são implementadas em novas instalações ou equipes, as equipes corporativas podem se basear em sessões de treinamento anteriores para aprimorar as iniciativas de ampliação. A melhoria de sua estrutura de implementação resulta em um efeito de bola de neve, tornando cada nova implementação de fábrica mais simplificada e eficiente que a última. Isso é muito mais eficaz do que esperar que cada instalação comece do zero e, ao mesmo tempo, aproveita seu aprendizado ao máximo.

5. Transforme o processo em algo contínuo

As equipes corporativas podem reforçar o uso de uma ferramenta ajudando os responsáveis a garantir que a ferramenta seja usada sempre que possível. Quanto mais experiência prática as equipes tiverem no uso de uma ferramenta, em um novo procedimento ou em ver o sucesso das outras instalações, mais elas estarão propensas a começar a trabalhar de uma nova maneira. 

Faça seu melhor para estruturar KPIs, metas da equipe e outras iniciativas em relação às ferramentas e aos métodos da Indústria 4.0. Isso pode incluir o uso de uma ferramenta diretamente ou a solução de problemas de um modo que incorpore uma nova maneira de trabalhar. 

Você precisa estruturar a organização de forma a dar às pessoas tempo para aprender, usar e interagir com o produto”, disse Boyd. “Integre a nova ferramenta à função diária das pessoas, em vez de torná-la algo adicional ao que elas já estão fazendo”.

Os líderes da Sappi avançaram ainda mais essa abordagem estabelecendo um compromisso com as estratégias empresariais da Indústria 4.0 em nível corporativo. A equipe executiva criou um novo departamento global dedicado ao treinamento, ao desenvolvimento e ao apoio de iniciativas de análise avançada, garantindo assim que as equipes estejam habilitadas e dedicadas.

Os líderes da Sappi priorizaram estrategicamente as iniciativas de transformação digital, o que também enfatiza a importância da estratégia no fluxo de trabalho diário. Boyd considera que essa “filtragem de cima para baixo” da estratégia seja um dos principais motivos para a “mudança cultural de transformação digital” em toda a organização.

Resumo

Se você quiser ampliar efetivamente suas iniciativas de transformação digital para outras instalações, suas melhores ferramentas são as que você já tem à sua disposição. Aproveite as lições aprendidas em suas implementações iniciais de IIoT (tanto as boas quanto as más) para guiar as futuras implementações e a adoção. 

Quando mais adesão e assistência você conseguir obter das equipes executivas, tanto em termos de alocação de recursos quanto de definição de metas gerais para a empresa, mais fácil será convencer as novas instalações a participar. Se tiver dúvidas, peça ajuda, conhecimentos e conselhos sobre treinamento de seus fornecedores. 

Related Resources:

Transforme seus dados
Acelere seus desempenhos

Fale com um especialista